Quatro dicas para escrever para EaD

Quatro dicas para tornar mais fácil escrever para EaD

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Este é o segundo texto da série “Como produzir conteúdo para EaD”. No primeiro, demos quatro dicas para facilitar o planejamento do conteúdo. Agora, vamos nos dedicar ajudá-lo a escrever para EaD.

Caso não tenha lido o post anterior, recomendamos começar com a sua leitura. Você pode acessá-lo aqui — e isso tornará consideravelmente mais fácil seguir as sugestões que vêm abaixo.
Vamos lá?

 

1. Ideias e palavras-chave

Com os objetivos de aprendizagem em mente, comece escrevendo algumas ideias e palavras chave na página em branco. Aos poucos, elas vão tomando forma por si só. Neste momento, não faz mal que as ideias pareçam desordenadas.

Ter à mão os objetivos que você já estabeleceu na etapa de planejamento será especialmente importante por causa da Taxonomia de Bloom e sua definição de Domínio Cognitivo. A própria teoria já dá algumas opções de verbos de ação que podem ser usados tanto nesta etapa quanto no texto final.

 

2. Divida o conteúdo em três macro partes

Agora sim, organize-se! Suas ideias já têm alguma forma completa. O próximo passo é dividir o conteúdo em Introdução, Desenvolvimento e Conclusão.

Isso vai te ajudar a escolher o tom correto na hora de realmente escrever para EaD cada parte do material produzido, e ainda tornará mais fácil o passo de n3º.

 

3. Escolha as citações e os recursos instrucionais

De novo, reforçamos a necessidade e a importância de um planejamento bem feito. No primeiro texto desta série, falamos sobre a importância da escolha das referências bibliográficas de qualidade e dos recursos instrucionais adequados.

Se você tomou o cuidado de fazer essas pesquisas prévias, agora basta reunir o material de apoio que você já levantou e alocar as citações e os recursos.

Faça isso seguindo a lógica das suas ideias chave e das macro partes. Lembre-se que recursos instrucionais devem ser usados como complemento ou fechamento de tópicos — nunca na abertura de um texto.

 

4. Hora de finalmente escrever para EaD

Seu conteúdo já está praticamente pronto: a estrutura está definida, as ideias chaves já estão lá, as citações e os recursos instrucionais já estão em seus devidos lugares.

Agora é hora de por as mãos no teclado e escrever. Algumas dicas de redação livre podem te ajudar a manter a qualidade e a fluidez do texto.
Confira:

  • Tente ser didático e informativo, mas foque na facilidade da leitura. Evite termos demasiadamente complicados ou desconhecidos. É melhor escrever de maneira simples e garantir a compreensão do seu material
  • Use frases curtas e na ordem direta. Se uma frase possui mais de duas linhas, ela está longa demais. Às vezes será impossível reduzi-la, mas dê preferências a frases de até 20 palavras. Esta prática torna a ordem direta (sujeito + verbo + complemento) mais intuitiva.
  • Saiba usar o dialogismo: inicie frases com “você percebeu que…?” ou “Você já viu no capítulo anterior que…”. Termos como estes dão a impressão de que há um diálogo entre instrutor e aluno. Isso prende a atenção do leitor/estudante, e garante que a comunicação não seja unidirecional. Melhor para ler, melhor para compreender.
  • Ao finalizar um capítulo, ou um parágrafo, leia em voz alta e corrija os errinhos que dificultaram sua leitura. Quando fluir facilmente, parabéns! Esta etapa foi concluída com sucesso.

No próximo texto da série, vamos dar sequência ao tema Como produzir conteúdo para EaD, e daremos dicas de como elaborar atividades e exercícios complementares.

Ficou interessado em ser um de nossos autores ou validadores? Acesse https://goo.gl/2DcWvt e saiba mais!

Assinatura Redação - Post série Como Escrever conteúdo para EaD

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Cadastre-se na nossa Newsletter

Aceito receber e-mails da DTCOM. Não se preocupe, não enviaremos spam.

2 thoughts on “Quatro dicas para tornar mais fácil escrever para EaD

Deixe uma resposta