Ensino superior a distância: Desafios para atrair e reter a nova geração

Ensino superior a distância: desafios do marketing para atrair e reter a nova geração.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O ensino superior a distância tem se tornado uma opção cada vez mais atraente para quem busca uma formação de qualidade, com flexibilidade de horários e investimento que cabe no bolso. Os números comprovam isso. Mas para as instituições de ensino há uma nova geração de potenciais alunos que precisa ser conquistada. Para isso, é preciso encarar alguns desafios. O primeiro é entender quem é este público e desenvolver estratégias para atrair e também para reter os alunos com este perfil.

 

A nova geração, jovens na casa dos 20 aos 25 anos, cresceu com a internet. São nativos digitais e por isso estar conectado o tempo todo é sua principal característica. Se a instituição não tem uma atuação no ambiente digital, é hora de reverter esse quadro com investimentos em sites, blogs, redes sociais e e-mail marketing. Mas precisa mesmo de tudo isso? A resposta é sim, precisa, e por uma simples razão: como chegar ao novo aluno fora do ambiente que ele frequenta?

 

O desafio de conquistar a atenção para o ensino superior a distância
Se tem canais com atualização frequente e uma presença digital consolidada, a instituição já avança algumas casas. Ou seja, estar também conectado é um passo importante, mas os desafios não param por aí e o outro a ser vencido é que para atrair a nova geração para o ensino superior a distância é preciso conquistar a atenção deles.

 

O problema é que esta geração está exposta 24h por dia a todo o tipo de ofertas, mensagens e conteúdos. É muita notificação apitando no smartphone, não é? Por isso, o desafio da instituição é criar ofertas que sejam atrativas e gerem interesse. E prepare-se porque este é o foco de todos os que estão nesta trilha em busca da atenção da geração digital.

 

Uma das formas que muitas empresas têm usado para chamar a atenção e atrair clientes é contar com o apoio dos chamados influenciadores digitais. Existem agências especializadas neste tipo de ação. A ideia é identificar um influencer que tenha afinidades com o público-alvo e, principalmente, fale a mesma linguagem, tenha os mesmos interesses, hábitos e comportamentos. Ou seja, a instituição levaria a opção do ensino superior a distância para a nova geração com a ajuda de um “embaixador”, aumentando as chances de atrair novos alunos.

 

Ensino superior a distância com inovação e comunicação
Mas se optar por não usar um influenciador, o foco deve estar na inovação. Começa na própria proposta do curso, passando pela linguagem e pelos canais e ferramentas de comunicação. Lembre-se sempre que a nova geração também tem mais acesso à informação e usa desta facilidade para fazer suas escolhas do dia a dia e para tomar as decisões mais importantes, como é o caso de um curso de ensino superior a distância.

 

Esta é mais uma pista de que a instituição deve investir na comunicação, criando conteúdos que chamem a atenção, mas também apresentem em detalhes o que está sendo oferecido. Os canais como o de perguntas mais frequentes e as rotinas para receber e responder dúvidas são itens indispensáveis na estratégia de atração do público. Isso inclui também destacar as qualidades da plataforma de EAD que a instituição utiliza. É uma informação que pode ser até decisiva por mostrar o quanto pode ser fácil e prático estudar a distância.

 

Quando o desafio é reter alunos no ensino superior a distância
Como destacamos no nosso e-book Como estruturar uma EAD de sucesso, o maior desafio de uma instituição que atua com ensino superior a distância é manter o interesse e a atenção do aluno, e instigá-lo a aprender cada vez mais. E assim, evitar que ele desista do curso. No caso do aluno da nova geração, muito do que é feito para atraí-lo precisa ser mantido na estratégia de retê-lo.

 

Ajuda, por exemplo, manter uma presença digital eficiente. Mas como é fácil para quem está sempre conectado se distrair, perder o interesse e abrir uma nova aba ou conferir uma nova notificação, a instituição precisa sempre surpreendê-lo. Mas como? Uma das possibilidades é trazer para dentro do curso atividades que tenham relação com o ambiente digital.

 

Por exemplo, usar memes com assuntos do momento ou medir qual o nível do aluno usando formulários divertidos como os do Facebook. Isso cria uma familiaridade e uma aproximação com maior potencial para que o aluno da nova geração mantenha o interesse pelo curso e pela plataforma.

 

Por falar em proximidade, outra forma de encarar o desafio de reter os alunos é criar mecanismos que reforcem a relação da instituição com eles. A nova geração está acostumada a ter voz por causa das redes sociais. Uma boa medida é a instituição estimular a participação em seus canais. É uma forma de criar vínculo, mas também de demonstrar interesse pelo aluno.

 

Nesta estratégia está incluída também a importância de manter uma rotina de atendimento que seja ágil e eficiente. É recomendado inclusive detalhar todo o processo de atendimento, reforçá-lo sempre que possível, para que o aluno sinta-se contemplado, seguro e confiante para seguir em frente no curso.

 

Conheça nossas soluções e mãos à obra!

 

Assinatura Redação - Vale a pena investir em EAD?

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Cadastre-se na nossa Newsletter

Aceito receber e-mails da DTCOM. Não se preocupe, não enviaremos spam.

Deixe uma resposta