Esqueceu sua senha?

Portal Competência

11 de setembro de 2014
Comunicação Corporativa


WhatsApp como ferramenta de trabalho

Saiba como sua empresa pode usar este recurso de maneira produtiva e porque deve fazer isto

WhatsApp como ferramenta de trabalho

Ele é a tecnologia da vez. Segundo levantamento da Mobile Marketing Association, é o serviço de comunicação instantânea que mais cresce em utilização no país: sete em cada dez celulares brasileiros já o possuem instalado. Nos smartphones, seu aplicativo já é mais utilizado que o Facebook Messenger. Com tantos holofotes voltados para ele, você não acha que é a hora da sua empresa tirar proveito do WhatsApp?

No que diz respeito à troca de mensagens instantâneas, as pesquisas demonstram que ele tem sido a opção preferida dos usuários de celulares no Brasil, sendo utilizado em 72% dos smartphones. Estes índices são provenientes de um estudo da empresa OnDevice sobre a perda de liderança do Facebook (o Messenger da rede social só alcança 49% dos aparelhos hoje, e o Skype atinge apenas 30% dos dispositivos).

Atento a esta tendência, o especialista em educação corporativa em ambiente virtual, Ubirajara Neiva, enxerga no recurso um potencial expressivo para as empresas. “Já tenho recebido demandas de estratégias focadas neste app, a praticidade e velocidade na troca de informações e a popularidade e gratuidade do serviço têm chamado a atenção das organizações, principalmente como forma de comunicação com a geração mais jovem”, explica o gestor.

Dicas para o uso produtivo

Promover engajamento entre o público interno é uma das potencialidades que Ubirajara percebe no WhatsApp. Para tanto, ele recomenda que as empresas criem grupos específicos de discussão de temas relacionados ao cotidiano das equipes de trabalho.

“É preciso, porém, que os gestores determinem um foco objetivo para estes grupos e que, pessoalmente, deixem claro aos profissionais que tipo de informações e conteúdos serão compartilhados neste espaço. Caso contrário, o líder pode perder o controle sobre a utilidade do recurso”, alerta o especialista.

Criar interação entre o WhatsApp e outras mídias corporativas é outra orientação de Ubirajara. Segundo ele, o aplicativo amplia sua eficácia quando repercute notícias e conteúdos já trabalhados em redes sociais, informativos, e-mails, sites, entre outros veículos de comunicação da empresa.

Mesmo o atendimento a clientes pode ser facilitado pelas organizações por meio deste canal. Segundo Vladimir Valladares, diretor da V2 Consulting e especialista no tema, shoppings, montadoras de automóveis, construtoras, rádios, entre outros setores, já têm usado o aplicativo para se comunicarem com este público.

Para Vladimir, este recurso reflete uma evolução no atendimento online e traz consigo a vantagem do contato a qualquer hora e com mais conveniência ao cliente. Porém, o especialista destaca que as empresas devem preparar estrutura adequada para a utilização do app antes de oferecer o serviço ao consumidor. Os atendentes, por exemplo, precisam estar capacitados de forma conveniente para o processo de resposta por meio do novo canal.



Redação, Portal Competência