Esqueceu sua senha?

Portal Competência

9 de agosto de 2013
Eduardo Shinyashiki


Valorize os sinais e fuja do estresse

Dor de cabeça, angústia e ansiedade são elementos que fazem parte da sua rotina? Se a resposta for sim, fique atento!

Valorize-os-sinais-e-fuja-do-estresse

Dor de cabeça, angústia e ansiedade são elementos que fazem parte da sua rotina? Se a resposta for sim, fique atento, pois seu corpo está dando claros sinais de que anda sofrendo com o estresse. E você não está sozinho, pelo contrário. De acordo com dados divulgados recentemente pela International Stress Management Association (Isma-BR), associação especializada ao estudo e prevenção do estresse, o problema já atinge 70% da população economicamente ativa no Brasil.

Além de atingir os profissionais e as empresas, que sofrem perdas de produtividade, os efeitos negativos também chegam ao Governo. Prova disso é que até junho deste ano, a Previdência já havia desembolsado R$ 147 milhões com o pagamento de auxílio-doença. O montante elevado se justifica pelo aumento de 28% dos casos de pessoas que recebem o benefício nesse período, saindo de 85 mil, em 2010, para 109 mil em 2011.

Diante desse cenário a pergunta que surge é: ainda há alternativas para quem quer ter uma vida saudável? Sim, com certeza! Mas saiba que para isso é preciso rever hábitos e tomar atitudes que promovam, de fato, o bem-estar tão desejado. Um dos primeiros passos é verificar se os seus valores e sonhos estão de acordo com as propostas oferecidas pela empresa em que está. Será impossível trabalhar menos, por exemplo, tendo um chefe que exige de sua equipe longas jornadas durante a semana e plantões aos sábados e domingos. Alinhe questões como essa e tome as rédeas da sua carreira, ou irá notar, daqui a alguns anos, que alguém fez isso no seu lugar.

Cuidar da alimentação e fazer esportes também ajuda, pois o corpo é realmente a morada da alma. Exercitar diariamente nosso cérebro para alcançar resultados surpreendentes e deixar a ferramenta que o conecta ao mundo abandonada não faz sentido. Além disso, atividades físicas liberam endorfina, hormônio responsável por gerar sensações prazerosas naturalmente.

Por último, sempre arrume um tempo para pensar em sua vida. Muitas vezes, temos indicadores de que o caminho traçado não está nos levando onde esperávamos. Nesses casos, não tenha dúvidas: trace alternativas e parta para as mudanças! Mesmo que com alguns desconfortos num primeiro momento, ter a iniciativa poderá evitar arrependimentos futuros e fazer com que você possa encontrar a tranquilidade novamente.



Eduardo Shinyashiki

É palestrante, consultor organizacional, escritor e especialista em desenvolvimento das Competências de Liderança e Preparação de Equipes. Presidente da Sociedade Cre Ser Treinamentos, colabora periodicamente com artigos para revistas e jornais. Autor dos livros: Viva como Você Quer Viver, A Vida é Um Milagre e Transforme seus Sonhos em Vida - Editora Gente. Para mais informações, acesse www.edushin.com.br.