Esqueceu sua senha?

Portal Competência

19 de dezembro de 2013
Administração


O valor das competências

Mapeamento deve vir antes das estratégias de aprendizagem empresarial

O-valor-das-competencias

Definir as estratégias de Educação Corporativa de uma empresa sem antes levantar quais competências são realmente necessárias aos seus profissionais é como dar um tiro no escuro. Apesar do risco, porém, parte das empresas brasileiras ainda não despertaram para a importância de um mapeamento de competências que paute as suas ações de desenvolvimento humano.

Ângela Oliveira é Mestre em Educação Corporativa e Gestão de Pessoas e apresenta ampla experiência como consultora organizacional nesta área.  Para ela, as estratégias de aprendizagem que não estão associadas a uma Gestão por Competências estão sujeitas a assumir um caráter mecanicista e operacional.

De acordo com Ângela, para que as ações de Educação Corporativa sejam plenamente aproveitadas, devem considerar as competências essenciais ao capital humano da organização. “As habilidades e comportamentos a serem aperfeiçoados devem ser aqueles indispensáveis na realização de atividades alicerçadas nas crenças e valores da corporação. Além do que, deve aprimorar aspectos de cidadania e a autoestima dos colaboradores envolvidos”, defende.

Para a gerente de desenvolvimento organizacional Juliana Revelk, tal mapeamento de competências não pode ser baseado apenas na opinião e percepção dos gestores: “a assertividade é fundamental para calcularmos quais competências técnicas e de liderança são necessárias para atender às estratégias específicas de determinada empresa”.

Juliana é psicóloga especializada em Gestão Estratégica de Negócios e já atuou no RH de empresas multinacionais instaladas no Brasil. Segundo sua experiência, a Gestão por Competências ainda não tem sido usada com maturidade pela maioria das empresas.

“Agora é que as organizações estão criando consciência da importância de identificar as competências já existentes em seus profissionais e as que eles precisam desenvolver. Tal ação é poderosa para definir contratações e promoções e auxilia no plano de desenvolvimento de talentos”, destaca Juliana.



Redação, Portal Competência