Esqueceu sua senha?

Portal Competência

13 de agosto de 2013
Qualidade de Vida


Transporte de colaboradores

Benefício do fretamento privado atinge empresas, profissionais e sociedade

Transporte de colaboradores

Ausência de pontualidade, faltas freqüentes, sono excessivo e irritação durante o expediente. O trajeto de casa para o trabalho por vezes é o desencadeador desses e outros inconvenientes identificados entre os profissionais de uma empresa. Em 2010, a IBM realizou uma pesquisa mundial sobre os sofrimentos do usuário de transporte. Mais de 50% dos trabalhadores abordados declararam que chegam a sofrer problemas de saúde em decorrência do trajeto conturbado até a empresa. Transportadoras especializadas garantem que esses impasses são amenizados com o benefício do fretamento privado.

Cada vez mais ocupados, os grandes centros urbanos já não comportam mais amplas instalações de empresas e indústrias. Esse panorama tem feito com que organizações migrem para as regiões metropolitanas. “O acesso dos colaboradores fica mais difícil e caro diante dessa situação. Neste momento, o transporte fretado torna-se uma solução vantajosa”, defende Renato Azevedo, diretor operacional da Rimatur. Azevedo diz acreditar que as empresas de médio e grande porte localizadas em regiões afastadas são as mais beneficiadas com o serviço.

O gerente comercial da Suzantur, Fernando Blasco, declara que as vantagens do oferecimento de transporte coletivo privado para os colaboradores de uma empresa atingem a sociedade como um todo. “Os funcionários têm mais tranquilidade e conforto e se sociabilizam com os colegas durante o trajeto. A empresa observa maior pontualidade, aumento de produtividade e melhoras no humor dos trabalhadores. Além disso, as transportadoras fazem estudos para usar os itinerários mais rápidos e econômicos, o que aumenta a taxa de mobilidade no trânsito”, enfatiza Blasco.

A Fresp – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo – também defende o fretamento privado de colaboradores como uma forma de diminuir os índices de acidente de trabalho no Brasil. A entidade divulgou em seu portal dados da Previdência Social que mostram um aumento de 37% nos acidentes de trabalho de 2009 a 2011. Dentre esses acidentes, estão inclusos os ocorridos no trajeto de casa para o trabalho.

Outras opções

Para empresas que não têm condições de arcar com os custos do fretamento privado oferecido por transportadoras especializadas, vale a pena buscar outras possibilidades de beneficiar o colaborador nesse aspecto.

A Dtcom – empresa de educação e comunicação corporativa localizada em Curitiba – além de oferecer o vale transporte convencional aos seus profissionais, disponibiliza o Flex Car. “Já oferecemos o fretamento privado quando nossos colaboradores trabalhavam na Região Metropolitana. Hoje, eles moram mais perto e disponibilizamos o vale combustível. Por meio de um cartão magnético aceito apenas em postos de combustível, eles conseguem abastecer seus carros com o benefício e isso os motiva mais para o trabalho”, explica Luana Woss, analista de RH da Dtcom.



Redação, Portal Competência