Esqueceu sua senha?

Portal Competência

2 de setembro de 2014
Recursos Humanos


Terceirização em alta

Sistema de outsourcing tem expectativa de crescimento no Brasil

Terceirizacao_em_alta_pc

As empresas brasileiras têm terceirizado mais em 2014. Este é o panorama divulgado pela ABRAPSA – Associação Brasileira de Provedores de Serviços Administrativos. De acordo com informações da entidade, o crescimento do setor deve atingir a casa de 10% ao final deste ano. Em 2013, esse aumento foi de cerca de 8%.

Segundo pronunciamento do presidente da ABRAPSA, Luiz Henrique de Oliveira, os eventos mundiais de destaque recepcionados pelo Brasil em 2014 e a globalização da economia são alguns dos principais responsáveis pelos dados acima. “Este panorama tem gerado um movimento de consolidação do Business Process Outsourcing no País”, declara Oliveira.

O presidente da ABRAPSA ainda cita números divulgados pela consultoria Gartner Group que garantem que a terceirização no Brasil já movimenta cerca de US$ 4,8 milhões. Apesar dos índices, Luiz Henrique declara, porém, que as empresas brasileiras ainda têm muito o que crescer nesta área. “Apenas 10% mantém a prática da terceirização, contra 70% nos EUA e 50% na Europa. Mas é certo que há uma demanda reprimida a ser atendida”, afirma.

Cristian Welsh Miguens, presidente do Instituto Brasileiro dos Consultores de Organização – o IBCO, cita alguns dos serviços que mais têm sido solicitados pelas empresas nacionais. Estão entre eles: consultoria de processos, implantação de sistemas de gestão de qualidade, pesquisa de clima organizacional, gestão das relações trabalhistas, sistemas de remuneração, gestão fiscal e tributária, outsourcing de soluções informatizadas e fusões e aquisições.

Miguens ainda destaca que, no Brasil, têm sido demandadas com frequência as consultorias para instalação de empresas estrangeiras que precisam adequar seus processos contábeis, tributários e trabalhistas à legislação brasileira. “A terceirização da gestão de segurança da informação também está em alta, além de serviços de saúde e educação empresarial”, acrescenta.

Entre as vantagens da terceirização de serviços colocadas pelo presidente do IBCO se encontram a especialização técnica, a experiência diversificada adquirida por meio do atendimento a empresa variadas, o distanciamento e a isenção e a disponibilização de recursos não disponíveis dentro da organização.



Redação, Portal Competência