Esqueceu sua senha?

Portal Competência

20 de maio de 2014
Portal


Sua empresa tem Plano de Ação para falecimento?

Agir de maneira conveniente em situações delicadas como essas é fundamental

Sua_empresa tem_Plano_de_Acao_para_falecimento_pc

Nenhum departamento de RH deseja o falecimento de um colaborador ou familiar de profissional da empresa. Mas ignorar que situações delicadas como essas são passíveis de ocorrer não é a melhor forma de agir. Desenvolver um plano de ação para estas ocasiões também é um ato de responsabilidade social, evita problemas mais sérios e fortalece a imagem da organização diante de seu quadro de funcionários e até perante a sociedade como um todo.

No que diz respeito a questões trabalhistas, vale ressaltar que o falecimento de um colaborador da empresa equivale à extinção de um contrato individual de trabalho. Esta rescisão é considerada, por lei, como um pedido de demissão sem aviso prévio. E é preciso que se tenha isto em vista, para o cálculo das verbas rescisórias devidas aos dependentes do profissional.

Legalmente, os dependentes ou sucessores do colaborador falecido têm direito a: 13º salário proporcional, saldo de salário, férias vencidas e/ou proporcionais e 1/3 sobre as férias vencidas e/ou proporcionais. Os familiares podem, ainda, sacar os depósitos do FGTS e o saldo da conta do PIS/PASEP do colaborador.

Apenas cumprir com os deveres rescisórios, porém, não é suficiente para um Plano de Ação de falecimento consistente. De acordo com a consultora em etiqueta organizacional e especialista em Gestão de Pessoas, a psicóloga Stefania Giannoni, as empresas devem ir além e oferecer aos familiares orientações e suporte para as burocracias necessárias a estas situações.

Stefania ainda ressalta ser fundamental constar neste Plano de Ação a liberação dos colegas de trabalho mais próximos do profissional falecido para que compareçam ao velório ou funeral. O RH ainda pode incentivar os líderes e gestores imediatos do empregado a se fazerem presentes nestas ocasiões para prestarem condolências em nome da empresa.

“Possibilitar o deslocamento desta equipe até estes locais e providenciar uma homenagem em forma de coroa de flores, por exemplo, é de extrema relevância. Mostra reconhecimento e apoio”, destaca a psicóloga, que também é diretora da SLG Consultoria em Desenvolvimento de Pessoas.

Um Plano de Ações amplo como este, segundo Stefania, tem o poder de promover segurança e sentimento de pertencimento aos demais colaboradores da empresa, além de fortalecer a imagem da organização perante seus públicos.



Redação, Portal Competência