Esqueceu sua senha?

Portal Competência

21 de outubro de 2014
Recursos Humanos


Secretariado Executivo em Alta

Por que essa tem sido uma das profissões que mais cresce no mundo?

Secretariado Executivo em alta

Atender telefonemas, anotar recados, recepcionar clientes e organizar a agenda de executivos não são mais as únicas funções de uma secretária ou secretário. Desde a década de 50, o secretariado vem ganhando crescente destaque dentro das empresas. São dados da Organização das Nações Unidas (ONU) que afirmam ser essa a terceira profissão que mais cresce no mundo. As razões de tamanha ascensão são avaliadas por duas especialistas na área.

O universo dos negócios tem exigido dos gestores um número cada vez maior de atribuições exercidas com a máxima agilidade e com atenção especial aos clientes. Para contribuir com o alcance de toda esta produtividade, a atuação do secretariado executivo se torna essencial, segundo Danielle de Souza de Oliveira.


 Saiba mais em: Para recrutar a secretária ideal


Danielle é secretária de uma das maiores redes de assistência médica do Brasil há mais de sete anos, também é professora e Coordenadora do Curso de Secretariado Executivo Trilíngue do Centro Universitário Uninter. De acordo com ela, as novas mudanças e tendências do mercado de trabalho têm feito com que a profissão adquira vida própria.

“O profissional de secretariado de hoje é responsável por melhorar o processo de gestão das organizações, ele deve ser um empreendedor que vai criar condições para que a empresa produza resultados”, afirma a coordenadora, que acrescenta: “diante disto, as técnicas secretariais não são mais o centro de seu trabalho, ele precisa ter conhecimento de funções gerenciais para promover práticas inovadoras”.

Consciente da necessidade de aprimoramento constante dos atuantes em secretariado, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil Alemanha (AHK) promove, periodicamente, grupos de estudos voltados aos profissionais da área. A coordenadora deste projeto é a secretária e professora do Centro Tecnológico da PUC/PR, Patrícia da Silva.


Saiba mais em: Emprego e Carreira


Para Patrícia, a mudança do conceito de chefe para líder no mundo empresarial tem contribuído com o destaque que o secretariado vem ganhando nos últimos anos. “Antigamente, executávamos tarefas sem questionamento, como algo operacional. Mas o fortalecimento da ideia de liderança fez com que as secretárias tenham liberdade de usar suas competências para tomar decisões certeiras. Porém, este posicionamento vai depender da experiência da profissional, é claro”, explica a professora.

Apesar do panorama favorável, Patrícia ressalta que ainda existem conquistas pelas quais a categoria deve lutar: “precisamos atualizar algumas questões como piso salarial, ampliar as diferenças existentes entre secretária técnica e a executiva e estabelecer quem realmente pode ter o registro como secretária técnica e executiva”.



Redação, Portal Competência