Esqueceu sua senha?

Portal Competência

31 de dezembro de 2013
Comunicação Corporativa


As redes sociais na Educação Corporativa

Ferramentas auxiliam na divulgação das ações e promovem motivação e interatividade

As-redes-sociais-na-Educacao-Corporativa

A crescente participação das redes sociais no dia a dia das pessoas tem se revelado uma excelente oportunidade também para os gestores de Educação Corporativa. Para se tornarem aliadas eficazes nas estratégias de desenvolvimento humano, porém, alguns cuidados são fundamentais.

A possibilidade de formar grupos específicos para tratarem de assuntos em comum de maneira segura e com opções diversas de interação é a grande vantagem que as redes sociais oferecem à Educação Corporativa de acordo com a especialista Alessandra Sleiman.

Alessandra é webdesign com formação em produção gráfica e SEO e atua como diretora da Mesa de Marketing, empresa especializada em mídias sociais. Ela destaca que, com ações simples, é possível otimizar programas de desenvolvimento humano por meio das redes.

“Em algumas empresas, o RH cria grupos no Facebook em torno de seus projetos para ajudar os envolvidos a conhecerem seus companheiros de equipe e terem um local para armazenar documentos de utilização de todos. Este é um ótimo exemplo de integração”, destaca Alessandra.

Para interações bem sucedidas

Lançar mão das redes sociais nas ações de desenvolvimento humano requer alguns cuidados para a obtenção de retorno produtivo. O gestor de Educação Corporativa da E-Lead e especialista em Comunicação Empresarial Ubirajara Neiva destaca que o uso dessas mídias precisa ser feito com muito planejamento estratégico.

“É preciso escolher a rede ideal para cada tipo de público. O leque de opções em mídias sociais é cada vez maior, é importante identificar qual é a rede que tem mais adesão do público interno. Com um diagnóstico como esse é possível realizar diversas ações de mobilização e, também, efetivamente de treinamento”, acentua Ubirajara.

O especialista ainda destaca que tanto treinamentos a distância quanto presenciais podem se beneficiar das redes sociais se houver uma estratégia sólida para tanto. “É possível incentivar os colaboradores a fazerem o conhecimento adquirido girar, compartilhando aprendizados e inserindo atividades e desafios extra-cursos para obterem recompensas associadas aos objetivos educacionais”, sugere o gestor.



Redação, Portal Competência