Esqueceu sua senha?

Portal Competência

16 de dezembro de 2014
Eduardo Ferraz


Qual a saída para quem não gosta de trabalhar em equipe?

Sua produtividade e sua satisfação profissional têm forte relação com a adequação ao seu trabalho

Qual a saída para quem não gosta de trabalhar em equipe

Você já parou para avaliar seu perfil comportamental?  Pois saiba que, na prática, sua produtividade e sua satisfação profissional têm forte relação com a adequação de seu perfil ao trabalho que realiza.

Como exemplifico no meu livro “Seja a pessoa certa no lugar certo”, a pessoa dominante provavelmente recebe elogios por sua firmeza e objetividade, mas, em compensação, costuma ser criticada por amedrontar os outros. A extrovertida normalmente é carismática e animada, porém pode falar demais. A introvertida é boa ouvinte, entretanto tem dificuldades para se expressar. A criativa é flexível, no entanto, costuma ser desorganizada.

O mais interessante é que mesmo pessoas que não se enquadram no padrão tradicional podem ser bem sucedidas se conseguirem se posicionar no lugar certo. Certa vez, em uma entrevista, uma candidata me perguntou se havia lugar para profissionais que odeiam trabalhar em equipe. Ela disse que era individualista, mas produzia ótimos resultados, e que estava cansada de ouvir que precisava ser boa em trabalho de grupo. Apesar de surpreso com a sinceridade da pergunta eu pude entendê-la perfeitamente e disse que existe muita gente com o perfil parecido ao dela. Pessoas assim são mais diretas, não têm paciência para reuniões, e rendem melhor trabalhando sozinhas e por conta própria.

Entre os exemplos de atividades para pessoas que não gostam de trabalhar em equipe, estão: revisor de livros, escritor, vendedor autônomo, diversos trabalhos em home office, marketing de rede, entre outros.

Porém, tanto para a candidata da entrevista quanto para todos aqueles que se identificam com ela, a recomendação é: não force a barra. Procure trabalhos, carreiras e profissões em que trabalhar desta forma seja uma vantagem e não um defeito. Somente assim, você se sentirá mais bem resolvido e realizado.



Eduardo Ferraz

É consultor em Gestão de Pessoas há 21 anos e especialista em treinamentos usando como base a Neurociência comportamental. Acumula mais de 30 mil horas de experiência prática em empresas de vários segmentos. É pós-graduado em Direção de Empresas pelo ISAD PUC-PR e especializado em Coordenação e Dinâmica de Grupos pela SBDG. Autor do livro “Vencer é ser você”, da Editora Gente. Para mais informações, acesse: www.eduardoferraz.com.br www.facebook.com/eduardoferrazconsultor