Esqueceu sua senha?

Portal Competência

26 de novembro de 2014
Rogério Saraiva


Protagonismo Organizacional

Incentivados pelos realities show e pelas redes sociais, deparamo-nos com os “protagonistas” das organizações

Protagonismo Organizacional

Identificamos um comportamento contemporâneo em que todos, de alguma forma, almejam se tornar protagonistas na vida social. Incentivados pelos realities show e pelas redes sociais, “os quinze minutos” é uma obsessão em alguns casos, mas é o comportamento não exagerado (um desejo contido), que pode se tornar um problema.

No ambiente profissional, deparamo-nos também com os “protagonistas” das organizações. Profissionais de áreas que desenvolvem um bom trabalho, realizando as entregas necessárias, mas que não medem esforços para ter seu nome referenciado em um e-mail que o tornem “o eleito” ou “o protagonista” de qualquer atividade relacionada ou não a suas competências.

Na maioria, essa ânsia acontece em atividades que não estão relacionadas ao seu escopo de trabalho, pois na sua área já se sente tranquilo e confortável, ou até insatisfeito, projetando em atividades diversas a possibilidade de um reconhecimento que já obteve.

Com o foco disperso da atividade principal e com a aventura em setores que não domina, esse profissional muito facilmente trilhará o caminho da “decepção”. Afinal, a um “protagonista”, são investidas todas as expectativas e o resultado destas que o levarão ao estrelado e ao reconhecimento, ou a duras críticas de desempenho, que são altamente eficazes em extinguir a autoestima, a confiança de qualquer “astro de Hollywood”.

Buscar novos desafio é uma atitude positiva que deve ser estimulada sempre a partir da identificação das aptidões mínimas e necessárias para o seu desenvolvimento, garantindo assim uma carreira de realizações e sucesso.



Rogério Saraiva

Rogério Saraiva é gestor de Relacionamento e Call Center há 15 anos. Pós Graduado em Gestão estratégica de Pessoas e com graduação em Marketing se tornou especialista em processos de relacionamento e comportamento de consumo. Atualmente desenvolve atividade estratégica de relacionamento com clientes corporativos e desenvolvimento de equipes auto gerenciáveis.