Esqueceu sua senha?

Portal Competência

27 de setembro de 2013
Administração


Para recrutar a secretária ideal

Entenda os diferentes perfis desta profissional e escolha a pessoa certa para a sua empresa

Pra recrutar a secretaria ideal

Entenda os diferentes perfis desta profissional e escolha a pessoa certa para a sua empresa

Em 30 de setembro comemora-se o Dia da Secretária. Data oportuna para refletir sobre os diferentes tipos de secretárias e a importância desta profissional. Cada vaga de secretariado tem as suas necessidades. Há a que exige formação ampla e domínio de idiomas. Outras precisam é de agilidade e muito jogo de cintura e equilíbrio emocional. Diante de tanta diferenciação, saber recrutar a secretária ideal para a oportunidade em aberto na sua empresa faz toda a diferença.

Quem esclarece é a psicóloga organizacional Mirian Nasser, do blog Tudo Sobre Secretariado. Mirian já atuou como Secretária Bilíngue por quase 20 anos em multinacionais e empresas de grande porte. Para ela, o RH deve ficar atento à personalidade da candidata. “Uma pessoa tímida, por mais habilitada que seja, não vai conseguir trabalhar em áreas comerciais ou de marketing, por exemplo. O ideal é que atue em setores como o de informática ou financeiro”, explica.

Além dos fatores comportamentais, porém, a avaliação dos conhecimentos técnicos da candidata também faz toda a diferença no processo de recrutamento. Entender os três níveis de secretariado pode auxiliar o RH nesta questão, segundo Mirian. Caso contrário, os profissionais atendidos pela secretária ficarão sujeitos a realizar trabalho extra.

“Quando eu trabalhava em empresas de grande porte, existiam muitas secretárias ao meu lado que precisavam ser bilíngües e não eram. Com isso, eu ficava responsável por executar um trabalho que seria delas. Diante disso, é imprescindível que o RH alinhe o perfil do profissional à demanda do departamento”, orienta a idealizadora do blog Tudo Sobre Secretariado.

Sobre os tipos de secretariado, Mirian explica que a Secretária Júnior geralmente é estudante ou recém-formada e atua apenas em nível gerencial. A Sênior já possui de dois a três anos de experiência, em geral é bilíngüe e pode atuar junto à diretoria. A Executiva trabalha junto à diretoria e até presidência, fala mais de dois idiomas e tem mais de cinco anos de experiência.



Redação, Portal Competência