Esqueceu sua senha?

Portal Competência

13 de agosto de 2013
Recursos Humanos


Por uma SIPAT atraente

Atividades e palestrantes diferenciados renovam o interesse dos colaboradores pelo evento

por uma SIPAT atraente

“Todo o ano é a mesma coisa”. Assim definem alguns trabalhadores quando depõem sobre a habitual Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho, a SIPAT. O evento deve ocorrer anualmente em empresas brasileiras de acordo com as exigências da legislação trabalhista. A obrigatoriedade, entretanto, faz com que diversas organizações usem o mesmo modelo de palestras e atividades todo o ano – o que desestimula o envolvimento dos colaboradores. Para renovar o interesse desses profissionais pela ocasião, os setores de RH têm investido em ações diferenciadas, como: apresentações teatrais, shows, oradores famosos e até números de mágica.

A empresa John Deere Brasil mantém aproximadamente 4 mil colaboradores em todo o país. Jackson Godoy atua como Safety Technician na companhia e fala sobre a preocupação da organização em inovar a cada nova SIPAT oferecida aos seus profissionais. “Sabemos que é desestimulante fazer a mesma coisa todos os anos. Mantemos o foco em atividades diferenciadas e convidamos palestrantes inusitados. Já trouxemos o técnico da seleção brasileira de vôlei e um mágico especializado em SIPAT, por exemplo.”, explica Godoy.

Para abordar seus colaboradores com mais interatividade, algumas empresas chegam a transformar suas Semanas Internas de Prevenção de Acidentes do Trabalho em verdadeiros espetáculos. A fim de atender a essas organizações, Leonardo Silva criou a Sipat Show, empresa especializada em estratégias diferenciadas para a ocasião. “Nestes eventos, os gestores precisam cobrar um comportamento seguro do trabalhador e ninguém gosta de ser cobrado. Nossas ações despertam a curiosidade e a vontade do colaborador participar durante a SIPAT”, defende Silva.

Promover descontração e estimular o riso também são boas pedidas para a SIPAT. A companhia de teatro Antropofocus realiza, desde 2002, trabalhos de comédia com temáticas organizacionais variadas. Itaú, Esso, Volvo e GVT são alguns dos clientes do grupo. “Apresentamos peças do nosso repertório ou elaboramos montagens personalizadas para atender às necessidades da empresa. O riso faz com que o profissional relaxe em meio ao estresse e, por meio da crítica ou autocrítica, o faz repensar no seu dia a dia”, afirma o diretor do Antropofocus, Andrei Moscheto.

Com a mesma ideia de promover descontração e motivação, o mágico Marco Zanqueta tem realizado palestras variadas durante a SIPAT de empresas de diversos portes. Sobre o seu trabalho, Zanqueta ressalta: “transmitimos o conteúdo que a empresa deseja, porém, de forma lúdica. Criamos uma analogia do dia a dia do colaborador com a realidade de um mágico e promovemos interações, elevando o interesse do público pelo evento”.



Redação, Portal Competência