Esqueceu sua senha?

Portal Competência

15 de agosto de 2013
Recursos Humanos


Melhore o visual da sua equipe

A maneira como o seu colaborador se veste influencia na imagem da empresa

Melhore-o-visual-da-sua-equipe

O dito popular que garante: “as aparências enganam” – nem sempre é válido para o ambiente corporativo. Os empresários de hoje sabem que devem zelar pela imagem de suas organizações perante seus públicos de interesse. O que nem todos se dão conta, porém, é que parte desta imagem é composta pela forma como os profissionais da companhia se apresentam. Diante disso, até mesmo a maneira como esses executivos se vestem pode fazer toda a diferença nos negócios.

Parte expressiva dos gestores de recursos humanos não parece satisfeita com a forma como os executivos de suas empresas se vestem. Essa constatação foi identificada em recente pesquisa da Robert Half. A consultoria entrevistou quase dois mil diretores de RH de 19 países (sendo 100 do Brasil) questionando-os sobre o vestuário de seus profissionais. Entre os brasileiros, 76% confessaram notar colegas malvestidos no ambiente de trabalho.

A consultora em etiqueta empresarial Rosana Fa Gonçalves credita à mídia parcela da responsabilidade pelos dados acima: “os meios de comunicação incentivam as mulheres a apresentarem uma sensualidade excessiva na maneira de vestir. Mesmo nas roupas de trabalho, as pernas estão cada vez mais de fora, as blusas transparentes e os decotes maiores, como se isso fosse sinônimo de modernidade quando, na verdade, compromete a credibilidade da empresa”.

Para evitar vestuários nada convenientes, Rosana – que também é autora do livro “Postura Profissional: comportamento pode pesar mais que desempenho” – aconselha os gestores de RH: “seria interessante que as empresas tivessem uma cartilha normativa com orientações sobre como se vestir de maneira adequada conforme o perfil do cargo de cada colaborador, pois muitos profissionais erram sem saber que estão errando”, explica a consultora.

Outra orientação concedida aos profissionais de RH vem da consultora de imagem do Centro de Moda Curitiba, Lilia Damiani. Para ela, informações sobre dresscode se tornam mais eficazes quando transmitidas de maneira descontraída aos colaboradores. “Instruções em tom crítico não são convenientes, palestras que enfocam a autoestima do profissional e os benefícios de uma imagem adequada são estratégias mais interessantes”, sugere.

Acostumada a prestar serviços de consultoria de imagem a empresas, Lilia ainda destaca que comprometimento profissional também se relaciona com o visual e que os colaboradores devem desenvolver essa consciência. “O grande problema é que muitos profissionais acabam colocando o gosto pessoal na forma de se vestir acima dos interesses da empresa para a qual trabalham”, alerta a consultora do Centro de Moda Curitiba.



Redação, Portal Competência