Esqueceu sua senha?

Portal Competência

8 de agosto de 2014
Sandro Gomes


Marketing Promocional: obtenha resultados com criatividade e flexibilidade

Marketing promocional busca comunicação com interação

Marketing_Promocional_pc

Que tal arrancar sorrisos e quebrar o gelo com o seu público? Se você conseguir atingir esses dois pontos, sua campanha de marketing promocional foi eficaz. E é essa a base do marketing promocional, segmento que cresce em torno de 16% ao ano na última década, e que projeta faturamento de R$ 60 bilhões até 2016, segundo estimativa da Associação de Marketing Promocional (Ampro). Essa tendência é ainda maior na região Sul, onde uma pesquisa recente mostra que as agências de marketing promocional e seus clientes possuem uma expectativa de crescimento de 28% para a apuração de 2013 sobre o ano anterior.

Comunicação com interação

Cada vez mais as empresas vêem a necessidade de interagir com o seu público, e o marketing promocional é uma das melhores opções. Para isso, criatividade, sensibilidade e porque não, uma boa pitada de bom-humor, são importantes.

Conta o autor Raimar Richers, uma referência em marketing, que a promoção induz a pessoa a comprar, enquanto a publicidade chama a atenção. Há mais de uma década ele já indicava que a promoção começava a assumir a função de fazer o estoque girar, incentivando os atuais clientes a comprar mais, e aos novos a experimentar. Transformar qualquer coisa e oportunidade de contato em mídia é a tônica do Marketing Promocional. Assim, tem uma atuação que cria novos canais, e os transforma em meio de comunicação, com especial vocação para a interação com o cliente.

Dificuldades a superar

É comum ver restaurantes oferecendo cartões fidelidade, para o consumidor ganhar uma refeição ou cafezinho grátis em troca da freqüência. Isso é a “recompensa”, mas há outras formas de promoção, que vão desde as amostras (ou “sampling”), cuponagem, descontos, brindes, e premiação por adesão a concursos. Mas atenção, esse último exige cuidados especiais, pois a legislação impõe padrões e regras específicas. A pesquisa já mencionada mostra que a legislação é a principal dificuldade enfrentada, seguido pela disponibilidade de mão de obra e verbas apertadas. A pesquisa mostra ainda, que entre os principais objetivos das campanhas de marketing promocional, figuram a promoção e venda de produtos, e o lançamento e experimentação de novos produtos.

Novas oportunidades com criatividade e flexibilidade

Essa é uma modalidade vem conquistando adeptos no setor empresarial. Segundo André Dihl, presidente da Ampro, o marketing promocional ganha espaço porque é flexível, e por isso pode ser feito com menor investimento, com uma iniciativa assertiva e resultados fáceis de mensurar.

O marketing promocional representa atualmente boas oportunidades para se comunicar e interagir com seu público, e com isso gerar mais vendas e reconhecimento de marca.



Sandro Gomes

Executivo e consultor com 19 anos de experiência em gestão de negócios e marketing, em empresas nacionais e multinacionais líderes em diferentes segmentos de mercado, como PURAC Corbion (indústria holandesa de biotecnologia), TIM Brasil Holding (empresa italiana de telecomunicações), e GRPCOM – Grupo Paranaense de Comunicação (empresa brasileira de comunicação e mídia afiliada à Rede Globo) Ferrero do Brasil (empresa italiana de bens de consumo marcas Kinder, Nutella, Tic-tac e Ferrero). Graduado em Engenharia Química (UFRJ) com Extensão em Marketing e MBA em Gestão Empresarial (ambos pela FGV). Inglês e espanhol fluentes. Atualmente é sócio-diretor da CrossVision Gestão de Negócios & Marketing, professor da disciplina de Sistemas de Inteligência de Mercado na pós-graduação da Universidade Positivo e ESIC Business & Marketing School, e colunista semanal de “Negócios & Marketing” no jornal Gazeta do Povo (Curitiba/PR). Como consultor prestou serviço a empresas como Fundação Dom Cabral (Unid. PR), Gráfica e Editora Posigraf, GAIN (Genebra/Suíça), IESE (Pamplona/Espanha Unid. IICS/São Paulo), Rede Globo (Unid. RPC TV/PR), PATH (Seattle/EUA), Leica Geosystems (Unid. Sul), Colégio Positivo, Buscapé (Unid. Navegg/PR), Gazeta do Povo entre outras.