Esqueceu sua senha?

Portal Competência

13 de agosto de 2013
Eduardo Shinyashiki


A importância do carisma

A qualidade costuma ser associada a grandes líderes, inspiradores e guias de multidões

A-importancia-do-carisma

Sem dúvida já aconteceu com você de conhecer uma pessoa fascinante, que tinha algo a mais, especial, difícil de decifrar. Uma capacidade inexplicável de deixar melhor quem encontrou, de tocar com o próprio brilho as pessoas, com uma força diferente que nos faz perguntar: de onde vem esse fascínio?

Isso tem nome e se chama carisma. Mas, afinal, o que é o carisma? A palavra vem do grego chàrisma, que deriva da chàris, que significa “graça”. Na mitologia grega, o nome chàris era também como eram chamadas As Três Graças, deusas da felicidade e da beleza, símbolos da harmonia e da perfeição. A elas associava-se tudo o que promove encantamento, brilho e satisfação. Já na tradição cristã, a palavra significa um dom divino, uma graça concedida aos fiéis.

A qualidade costuma ser associada a grandes líderes, inspiradores e guias de multidões. Para citar alguns nomes, temos Gandhi, Nelson Mandela, Martin Luther King, Madre Teresa de Calcutá e Betinho, sendo a força do carisma vinda da percepção por parte das pessoas de que eles estavam falando e agindo cada vez mais no interesse do grupo, transmitindo de forma inequívoca valores e ideais. São pessoas que deixaram sua história marcada no mundo. Recentemente, o atual Papa Francisco já ganhou a simpatia dos fiéis graças à sua figura carismática.

Olhando por eles, então, podemos identificar quatro elementos que caracterizam suas ações:

Capacidade de se comunicar, que significa saber ouvir com atenção os outros para poder transmitir uma visão, um sonho, uma missão e construir consenso;

Capacidade de se relacionar, ou seja, compreender as outras pessoas, suas vontades, opiniões, cultura, as motivações e se colocar no lugar do próximo para poder flexibilizar os próprios comportamentos e atitudes e poder motivar o grupo e representá-lo nos seus valores como um de seus integrantes;

Capacidade de conhecer a si mesmo, saber direcionar os pensamentos em direção ao resultado, construir uma autoimagem positiva, em que a autoconfiança e a automotivação estejam presentes e fortaleçam a identidade;

Capacidade de realizar, que é saber colocar em prática e concretizar as palavras e intenções, com o objetivo de gerar resultados, satisfazendo as necessidades do grupo representado.

Porém, o elemento principal presente em um líder carismático é a intenção verdadeira e honesta de inspirar, servir e se dedicar às pessoas, a um objetivo comum e ao interesse dos envolvidos. É a vontade autêntica de honrar e respeitar os outros que torna a pessoa magnética e carismática. Ele também é um indivíduo centrado, presente na situação e nas relações, o que faz com que estejamos atraídos por ele, que desperta o nosso interesse mesmo antes de conhecê-lo melhor.

É importante ressaltar igualmente que o carisma não é uma qualidade que alguém tem e outros não, mas é uma potencialidade de todos de se tornarem inesquecíveis e encantadores, ou seja, é uma qualidade fortemente ligada à força e poder da presença da pessoa.



Eduardo Shinyashiki

É palestrante, consultor organizacional, escritor e especialista em desenvolvimento das Competências de Liderança e Preparação de Equipes. Presidente da Sociedade Cre Ser Treinamentos, colabora periodicamente com artigos para revistas e jornais. Autor dos livros: Viva como Você Quer Viver, A Vida é Um Milagre e Transforme seus Sonhos em Vida - Editora Gente. Para mais informações, acesse www.edushin.com.br.