Esqueceu sua senha?

Portal Competência

13 de agosto de 2013
Eduardo Ferraz


A diferença entre centralizar, delegar e abdicar

Saber a diferença entre estas ações é fundamental para o sucesso na liderança de uma equipe e nos negócios

A-diferenca-entre-centralizar,-delegar-e-abdicar

Muitos gestores confundem o que significa, na prática, centralizar, delegar e abdicar tarefas. No entanto, saber a diferença entre estas ações é fundamental para o sucesso na liderança de uma equipe e nos negócios.

Abdicar significa dar ordens e exigir resultados, sem nenhum acompanhamento ou apoio, abrindo mão de qualquer responsabilidade sobre o modo como são realizados os processos e tirando o corpo fora diante de problemas ou maus resultados. É a política do “Vire-se”.  Se der certo, o chefe assume as glórias, mas se der errado, a culpa é de quem recebeu a incumbência. Isso é péssimo, pois gera insegurança e desmotiva qualquer iniciativa dos subordinados em buscarem desafios, pois eles percebem que perderão de qualquer maneira.

Centralizar, por outro lado, é comportamento daqueles que desconfiam de todos e querem fazer tudo sozinho ou dar ordens tão detalhadas que é como se estivessem fazendo eles próprios. O problema é que centralizar demais as tarefas infantiliza a equipe, pois ninguém toma a iniciativa, esperando a decisão do “grande chefe”.

Delegar é dar uma tarefa e acompanhar o processo. Significa dar autoridade e poder para alguém realizar algo, mas ser corresponsável pelos resultados obtidos, aconselhando, ajudando a tomar decisões e fazendo ajustes. Isso é bom para o funcionário, que se sente motivado e seguro, e ótimo para o gestor, que consegue formar melhor sua equipe de trabalho e ganhar tempo para dar atenção às outras prioridades na empresa.

Para qualquer negócio dar certo, mais do que nunca, o líder precisa delegar tarefas conforme a maturidade que cada subordinado tenha para executá-las. Conforme a maturidade for aumentando, aumenta-se também a autonomia, criando um clima de respeito e confiança mútua.  O líder que aprende a delegar consegue, em médio prazo, alcançar resultados muito melhores, pois usa ao máximo o que cada um tem de melhor.

Se você quer ter mais tempo para encarar novos desafios e uma equipe muito mais produtiva, delegue mais e centralize e abdique menos. As empresas precisam muito de líderes com atitudes assim!



Eduardo Ferraz

É consultor em Gestão de Pessoas há 21 anos e especialista em treinamentos usando como base a Neurociência comportamental. Acumula mais de 30 mil horas de experiência prática em empresas de vários segmentos. É pós-graduado em Direção de Empresas pelo ISAD PUC-PR e especializado em Coordenação e Dinâmica de Grupos pela SBDG. Autor do livro “Vencer é ser você”, da Editora Gente. Para mais informações, acesse: www.eduardoferraz.com.br www.facebook.com/eduardoferrazconsultor