Esqueceu sua senha?

Portal Competência

12 de dezembro de 2013
Antonio Paulo de Oliveira


As confraternizações de final de ano nas empresas!

O natal é muito mais que uma festa

As confraternizacoes de final de ano nas empresas

É momento de confraternização entre as pessoas, os amigos, os parentes e também entre os funcionários nas empresas. O clima do espírito natalino proporciona um momento de reflexão sobre os acontecimentos e os aprendizados durante o ano e permite-nos fazer um balanço das metas alcançadas – para, claro, estabelecer novas.

Muito mais do que uma festa, o Natal é uma data dedicada à fraternidade universal, à esperança de que as mudanças podem ser realizadas. Não podemos esquecer a história do menino que há mais de dois mil anos nasceu em Belém e realizou uma grande transformação no mundo. Assim, para resgatarmos esta memória, é importante a confraternização no tocante às festas de final de ano nas empresas, apesar de alguns pessimistas não entenderem a essência dessas festividades.

Tais momentos são fundamentais para a integração entre os proprietários da empresa, a liderança, os funcionários, os clientes e os fornecedores, pois é através deles que se demonstra, de certo modo, um agradecimento pelas ações, pelos esforços e pelos resultados positivos obtidos durante o ano de 2013, renovando o espírito de time integrado e convergente. Além disso, nestas ocasiões, é comum a presença dos familiares, que, mesmo indiretamente, contribuem para o sucesso da empresa, e, em raros momentos, podem se fazer presente no contexto de seus parentes e cônjuges – completando assim o ciclo de harmonia entre os participantes da festa.

Outro benefício importante na realização da festa de confraternização, principalmente nas empresas de médio e grande porte, é  que, nesta, muitos funcionários se conhecem e se integram com os vários níveis hierárquicos da empresa.

Existem várias estratégias para a realização da festa de confraternizacão, a principal é a participação dos funcionários no planejamento e na execução do evento, pois a partir desta

prática muitos talentos surgem, para a surpresa de todos (exemplos: cantores, atores, músicos, entre outros), ficando conhecidas outras habilidades que, durante o ano, os funcionários não tiveram a oportunidade de apresentar aos colegas de trabalho – mas, claro, respeitando a cultura da empresa e o perfil dos funcionários.

Também se faz necessário escolher um espaço não corporativo para a festa de final de ano, para criar um clima de descontração, amizade e parceria,  com mais liberdade para a socialização de todos os convidados – além disso, fica evidenciado que a empresa está investindo no bem estar dos colaboradores.

Para haver sucesso, faz necessário enfatizar para os organizadores alguns exemplos de práticas que não devem ocorrer, pois podem comprometer o sucesso da festa: não ouvir as expectativas dos funcionários no momento do planejamento da festa, deixar de convidar os familiares dos funcionários, realizar a festa em local inadequado, não estabelecer a hora de início e a hora de término e, principalmente, realizar a festa apenas para cumprir uma atividade determinada no cronograma da empresa, sem o devido espírito de agradecimento e confraternização.

Cabe ressaltar que, independente das festas de final de ano, o ideal é sempre que houver um fato relevante (como o atingimento de uma meta, a conquista de um prêmio ou uma ação relevante dos funcionários), que seja comemorado mesmo de forma

simples, pois essa prática é uma forma de reconhecimento fundamental relevante, não só para a valorização das conquistas obtidas, mas também para a melhoria do clima organizacional.

Portanto, atitude, criatividade, entusiasmo, cooperação, integração e muita alegria, nas festividades nas empresas.

Ao finalizar, desejo para todos um Feliz Natal e um Próspero  2014!



Antonio Paulo de Oliveira

Administrador, Especialista em Gestão de Negócios em Serviços- Mackenzie/SP – Outros cursos: Comunicação Corporativa FGV/SP, Marketing de Serviços- FGV/SP. Integra a rede de professores da HSM Educação. Atuou como examinador em dezesseis ciclos de avaliações de prêmios da qualidade da gestão (âmbitos Nacional e Estadual) Autor do livro: Gestão de Excelência em Serviços (fundamentos práticos para treinamento – Editora EDICON. Participou como autor associado no livro Gestão de Sustentabilidade. Editora Livros &Cia e Cultura. Autor de dezenas de artigos. Atua como Consultor, Instrutor e Palestrante. - E-mail: apogestao@terra.com.br