Esqueceu sua senha?

Portal Competência

12 de setembro de 2014
Sandro Gomes


Inovação em design e novos materiais

Competência na cadeia de fornecimento gera oferta diferenciada

Inovação em design e novos materiais

Produtos de cama, mesa e banho inovadores em design e no uso de novos materiais, e uma cadeia de fornecimento bem estruturada para garantir a entrega de uma promessa de produtos diferenciados, e com um toque de exclusividade. Com esse propósito nasceu a Lolahome, empresa curitibana que fabrica e comercializa itens com personalidade, e que vem crescendo vigorosamente nos últimos anos. Em 2013 quase dobrou de tamanho, crescendo 92%. Segundo Maria Luiza Milani, a Malu, sócia da empresa, o segredo desse sucesso está no modo como desenvolvem seus produtos e conduzem sua cadeia de fornecimento (supply-chain). Assim, a equipe Lolahome sonha alto, embalada por lençóis de fibra de bambu, e pretendem tornar-se referência no mercado de decoração.

Inovação no desenvolvimento de produtos.

Ao mudar sua marca de “Lola Roupa da Casa” para simplesmente “Lolahome”, Malu desejava criar um marco para incorporar a inovação em design e em novos materiais nos produtos da empresa. Partindo de um conceito claro para o que queria de seus produtos, desenvolveu todo o resto, começando pela contratação de designers de moda empenhados na elaboração de estampas e texturas exclusivas da marca. Esse trabalho é costurado com uma criteriosa pesquisa de novos materiais e tendências disponíveis no mercado internacional, e ainda pouco conhecidos, como a já mencionada fibra de bambu, que é suave ao toque e transmite frescor à peça, e que por isso é aplicada em produtos de cama e banho. Outros exemplos são as toalhas de banho turcas de Hydrocotton, e as mantas de alpaca feitas por artesãos peruanos. Para tecer um processo constante e intenso de desenvolvimento de produtos, a empresa recorre a fontes de inspiração, como feiras nacionais e internacionais do setor, e investe na contratação de um serviço britânico de informações sobre tendências, que fornece ideias sobre moda, cores, materiais, estampas, texturas e ainda sobre comportamento do consumidor.

E como viabilizar produtos inovadores?

Muito atraente pensar em produtos inovadores, mas daí a viabilizar sua disponibilidade aos clientes vai uma distância, quase a mesma que separa o sonho do pesadelo. Imagine viabilizar a produção de produtos coordenados, utilizando insumos vindos de diversos países como Índia, Indonésia, Tailândia, China, Turquia, Peru e Egito? Como parte de sua estratégia para a cadeia de fornecimento, a Lolahome mantém também fornecedores regionais, muito importantes em momentos incertos. Assim, alguns dos produtos acabados são produzidos em confecção própria, ou através desses fornecedores regionais. Também há importação de produtos acabados, que, no entanto, são produzidos sob demanda direta da Lolahome, com padrões de design e qualidade previamente estabelecidos e testados através de amostras produzidas pelos fornecedores internacionais e aprovadas pela equipe. Assim, peças de uma mesma coleção podem ser produzidas em diferentes países.

Com tudo isso, a Lolahome garante que suas criações sejam influenciadas por diversas tendências vindas de todo o mundo, e deem um banho de inovação.



Sandro Gomes

Executivo e consultor com 19 anos de experiência em gestão de negócios e marketing, em empresas nacionais e multinacionais líderes em diferentes segmentos de mercado, como PURAC Corbion (indústria holandesa de biotecnologia), TIM Brasil Holding (empresa italiana de telecomunicações), e GRPCOM – Grupo Paranaense de Comunicação (empresa brasileira de comunicação e mídia afiliada à Rede Globo) Ferrero do Brasil (empresa italiana de bens de consumo marcas Kinder, Nutella, Tic-tac e Ferrero). Graduado em Engenharia Química (UFRJ) com Extensão em Marketing e MBA em Gestão Empresarial (ambos pela FGV). Inglês e espanhol fluentes. Atualmente é sócio-diretor da CrossVision Gestão de Negócios & Marketing, professor da disciplina de Sistemas de Inteligência de Mercado na pós-graduação da Universidade Positivo e ESIC Business & Marketing School, e colunista semanal de “Negócios & Marketing” no jornal Gazeta do Povo (Curitiba/PR). Como consultor prestou serviço a empresas como Fundação Dom Cabral (Unid. PR), Gráfica e Editora Posigraf, GAIN (Genebra/Suíça), IESE (Pamplona/Espanha Unid. IICS/São Paulo), Rede Globo (Unid. RPC TV/PR), PATH (Seattle/EUA), Leica Geosystems (Unid. Sul), Colégio Positivo, Buscapé (Unid. Navegg/PR), Gazeta do Povo entre outras.