Esqueceu sua senha?

Portal Competência

14 de julho de 2014
Qualidade de Vida


Como sintetizar uma ou mais ideias depois da reunião?

Por Daniella Caruso Gandra

Como_sintetizar_uma_ou_mais_ideias_depois-d_reuniao_pc

É muito comum os profissionais se depararem com a seguinte situação: estão em um ambiente de trabalho e são incumbidos a sintetizar alguma ideia. E agora? Como começar?

Simples. Primeiro saiba que uma síntese não surge do nada. Ela está vinculada a alguma coisa ou a uma fonte – esta pode ser um texto ou uma imagem (incluindo aqui as imagens mentais).

Este post, por exemplo, é uma síntese advinda de pesquisas sobre o tema. Pesquisas estas, embasadas em leituras várias e durante anos. Estamos constantemente vendo e lendo e ouvindo tudo o que nos rodeia. A partir disso, fazemos resumos ou sínteses. A diferença é que as sínteses do cotidiano são práticas habituais e despropositais; já as sínteses profissionais que somos obrigados a elaborar têm sempre algum propósito.

No trabalho, é preciso compreender as relações nas quais estamos inseridos;  estas não são apenas as interpessoais. Mas também as relações de mercado e dos processos realizados dentro e fora da empresa.

E uma síntese sem prévia análise ou certos cuidados pode não ter o resultado esperado.

Para sintetizar uma ideia, é necessário criar conexões entre diferentes fatores influenciadores sobre essa ideia. Vou dar um exemplo sobre como sintetizar uma reunião de networking. Sim,  isso mesmo. Tão importante hoje em dia, a rede de relacionamentos é fundamental para a troca de práticas e o crescimento profissional (Entendamos networking entendido aqui como o relacionamento profissional entre conviventes de um ambiente de trabalho).

Vamos supor que você é um profissional competente dentro de uma organização exigente. Seu líder pede que faça uma síntese sobre a reunião com os outros colaboradores. Logo: seus colegas. E agora?

Bem… Ficou claro que seu chefe lhe incumbiu dessa tarefa por confiar em você. Mesmo que aconteça de a sua simpatia não ter sido despertada por todos presentes na reunião. Você não deve ser desleal. Isso tem a ver com a ética.

Talvez a empresa fictícia aqui não tenha feito uso de flipchart ou lousa durante a reunião para a indicação de ideias ou soluções para problemas ou dúvidas do dia a dia organizacional. Então você precisou prestar atenção e anotar num bloquinho pessoal ou pedaço de papel as principais contribuições. Agora terá de elaborar uma síntese precisa sobre os assuntos tratados. Ao ter reconhecido algum conflito, defina-o objetivamente. Jamais esbraveje críticas com relação à personalidade de algum colega que deixou a desejar na reunião, mas sim sobre o que tal indivíduo falou ou demonstrou nitidamente e claramente durante o evento.

Tenha em mente que não é uma avaliação e sim uma síntese. Aborde o propósito da reunião e verifique se foi compreendido por todos e em que grau foi concretizado. Adicione a isso, o que ainda é preciso melhorar e quais as vantagens que servirão de auxílio para maior alcance…

Algumas regras básicas para sintetizar adequadamente uma reunião de trabalho:

 

1. Pergunte a si mesmo: o que eu ouvi? O que me chamou mais atenção no que ouvi?

2. Registre tudo o que você ouviu que seja aplicável em curto prazo;

3. Pergunte-se: O que mais foi debatido durante a reunião?

4. E adicione quais outras informações relevantes que foram ouvidas e servirão para solucionar problemas ou preencher lacunas.

 

Daniella Caruso Gandra é graduada em Letras e pós-graduada em EaD (revisora e professora-conteudista).



Redação, Portal Competência