Esqueceu sua senha?

Portal Competência

2 de julho de 2014
Editorias


Como motivar o profissional da educação?

Instituições de ensino encontram respostas em ações de capacitação e desenvolvimento humano

Como_motivar_o_profissional_da_educacao_pc

Apenas um em cada cinco estudantes do Ensino Médio do Rio de Janeiro tem desejo de se tornar professor. Mais de 90% destes alunos diz acreditar que o Brasil não valoriza o docente – segundo pesquisa de janeiro da UniCarioca. Em 2007, um levantamento do Apeoesp revelou que cerca de 40% dos professores do Estado de São Paulo estão insatisfeitos com sua profissão.

Apesar de estes serem dados do eixo Rio-São Paulo, eles refletem um consenso nacional: de que a carreira do docente precisa ser mais valorizada. Diante deste panorama, o RH que atua em instituições de ensino brasileiras tem um desafio: como motivar e engajar o profissional da educação.

Professor Fascinante é o nome do programa de desenvolvimento humano que trouxe esta motivação aos cerca de 600 docentes do Grupo Educacional Alub. Os treinamentos aplicados por este projeto envolvem: atividades práticas de metodologia de ensino e educação multidisciplinar, orientações com profissionais da saúde sobre saúde vocal e qualidade de vida, apoio de psicólogos, aulas sobre como promover a disciplina do aluno por meio da conscientização, entre outras ações.

“Temos tido um retorno significativo por meio destas estratégias. Nossos professores se mostram mais seguros em sala de aula, o absenteísmo por problemas de saúde física e emocional diminuiu e a interação entre os educadores aumentou. Em consequência, a taxa de evasão e reprovação de alunos também sofreu uma queda expressiva”, declara o macro educador e CEO do Grupo, o Professor Alexandre Crispi.

O Centro Universitário de Brasília, o UniCEUB, também tem encontrado na educação corporativa uma estratégia de engajamento e motivação de seus professores. Na intenção de acompanhar as evoluções tecnológicas e pedagógicas do mercado e tornar cada educador um agente ativo de sua própria formação e capacitação, a Universidade oferece treinamentos e complementos de conteúdo de sala de aula por meio de plataforma e-learning.

“Os chefes de setores indicam os cursos que podem contribuir para o desenvolvimento pessoal e profissional dos nossos colaboradores do UniCEUB. O fato de serem online facilita o acesso dos professores e, desta forma, percebemos crescimento no nível de satisfação destes educadores”, explica João Bosco Ribeiro, Gerente da Agência de Empreendedorismo do Centro Universitário de Brasília.



Redação, Portal Competência