Esqueceu sua senha?

Portal Competência

14 de novembro de 2013
Recursos Humanos


Cautela nos eventos de fim de ano

O papel do RH na prevenção de situações constrangedoras em festas empresariais

Cautela nos eventos de fim de ano

As festas empresariais de fim de ano são ótimas oportunidades para valorizar e recompensar a dedicação dos profissionais e promover interação entre as equipes de trabalho. Por outro lado… Quando estes eventos não são planejados da melhor forma, acabam gerando situações capazes de minar relacionamentos, constranger colaboradores e até ocasionar desligamentos.

Para evitar que as comemorações corporativas se tornem uma grande confusão, a consultora de comportamento profissional e autora do livro “Etiqueta Empresarial”, Maria Aparecida A. Araújo, concede dicas preciosas aos responsáveis pelo RH da empresa. A principal orientação, segundo ela, é a abordagem preventiva. Afinal, é melhor investir esforços em prevenir possíveis problemas do que ter que concertá-los depois.

“Nas empresas pequenas é aconselhável promover uma conversa presencial entre os colaboradores sobre o comportamento que se espera de cada um na festividade. Porém, nenhuma organização deve dispensar o envio, via e-mail ou intranet, de um código de conduta específico para a ocasião, pois dessa forma tem-se registradas as orientações”, aconselha Maria Araújo.

Entre as principais questões que o RH deve abordar com os colaboradores sobre as festas de fim de ano (seja de forma presencial ou por meio de código de conduta), estão: dress code, consumo de bebidas e comidas, possibilidade ou não de levar acompanhantes e como orientá-los, postura com as lideranças, promoção de networking e comportamentos na pista de dança – quando houver.

“Sobre o dress code, recomendo que o RH seja detalhista, principalmente se a comemoração ocorrer em ambiente informal, como um resort. Se não é conveniente o uso de bermudas, shorts, blusas decotadas ou biquínis, é fundamental que isso esteja claro”, alerta a consultora.

De igual forma, é importante lembrar que as bebidas alcóolicas estão entre os principais fatores que ocasionam situações constrangedoras nestas ocasiões. Sendo assim, é preferível que a empresa não ofereça tipos diferentes de bebidas e sempre apresentem também outras opções, como: refrigerantes e sucos.

Todas as orientações, porém, devem ser transmitidas em tom ameno, dando destaque aos benefícios profissionais que o colaborador terá ao manter uma imagem positiva nestes eventos. “O RH precisa enfatizar o que a pessoa vai ganhar sendo elegante. Destacar que será bem vista pelos superiores e poderá ampliar seu networking de forma saudável se seguir as orientações concedidas”, conclui a especialista Maria Aparecida Araújo.



Redação, Portal Competência